Fortalecimento Financeiro - Brasil

Tópicos

  • Sonhar
  • Planejar
  • Necessidades e desejos
  • Alcançar
  • Poupar
  • Comprar
  • Trocar
  • Doar
  • Compartilhar

Edad: 3-6

Tiempo de lectura: 45 - 60 minutos

Sabemos que dificuldades e desafios financeiros estão presentes em boa parte das famílias em todo o mundo. Estima-se que 2,5 bilhões de pessoas estejam em situarão de vulnerabilidade devido a baixa renda, a falta de investimento em políticos públicas de inclusão social, ao acesso restrito a serviços e produtos financeiros ou a seguros que ajudam as famílias em situações emergenciais.

De acordo com o relatório da ENEF (Estratégia Nacional de Educador Financeira), o contexto socioeconômico do Brasil cresceu a uma taxa média anual superior a 3,5% na década passada, permitindo que milhões de pessoas participassem ativamente de um mercado de consumo antes inacessível.

Por isso, pensar em um futuro melhor para as crianças e prepará-las para realizar os seus sonhos deve ser uma preocupação diária de todo educador. E bem provável que você já ensine atitudes e valores positivos, que as façam refletirem sobre as escolhas do dia a dia e as consequências para o meio ambiente e a vida da comunidade. Ou, ainda, incentive-as a compartilharem seus pertences com as outras crianças e a pensarem criticamente sobre as decisões que tomam no seu dia a dia.

Mas como podemos contribuir para que as crianças e suas famílias se fortalecimento financeiramente? Por meio de interfaces e brincadeiras, vocês poderão sonhar, planejar e alcançar objetivos, sejam eles materiais ou não materiais. Isso exige conhecer as orientações curriculares de educação infantil do seu município, bem como organizar tempos, espaços e materiais para as crianças se expressarem, manifestarem suas curiosidades e saberes, reinventarem o mundo ao seu redor e produzirem cultura. 

Mas o que é fortalecimento financeiro?

As crianças estão fortalecidas financeiramente quando:

  • Conseguem definir sonhos e, em seguida, tomar decisões para alcançá-los.
  • Sentem confiança e otimismo em fazer planos e escolhas para alcançar um objetivo. 
  • Diferenciam o que é uma necessidade básica e o que é um desejo.
  • Consomem de forma sustentável e consciente.
  • Compreendem a importância do trabalho e a relação entre dinheiro e bens de consumo. 
  • Estão familiarizadas com os conceitos básicos de economizar, consumir, partilhar, doar e trocar.

 

SONHAR

Sonhos são coisas que queremos ser, fazer ou ter para nós mesmos, para nossa família ou nossa comunidade. Pode ser um sonho material, como um livro, uma bicicleta, uma casa etc. Ou não material, como passear no parque, visitar um amigo ou uma pessoa da família que mora longe, fazer uma nova amizade etc. O sonho pode ser individual, quando apenas uma pessoa deseja alcançá-lo. Ou pode ser um sonho coletivo, algo que uma família ou uma comunidade deseja junto. É muito importante ajudar as crianças a definirem sonhos, de modo que elas possam planejar os passos que levam à realização dos seus objetivos. Quando o caminho é longo, ajuda muito ter a esperança e a confiança sempre ao seu lado.

Lembre-se de que os sonhos e a esperança devem ser prioridade na vida de uma pessoa! Quando há sonhos e esperança, temos a motivação para viver e planejar um mundo melhor. Todos têm direito de sonhar! 

Para conversar: Compartilhe os seus próprios sonhos e objetivos com as crianças (talvez você queira voltar a estudar, aprender uma nova língua, visitar um parente que mora longe, ou ter uma refeição em família toda semana). Em seguida, peça a elas que compartilhem alguns de seus próprios sonhos. Faça perguntas que ajudem as crianças a expressarem sentimentos. 

  • O que você gostaria de aprender? 
  • Que lugar você gostaria de conhecer? 
  • O que você gostaria de comprar? 
  • Ou trocar com seus amigos? 
  • Ou dar de presente para alguém? 
  • O que você gostaria de ser e fazer quando crescer?

 

PLANEJAR

Depois que as crianças identificaram os sonhos, é hora de planejar estratégias para alcançá-los. Planejar é uma forma de construir um caminho e fazer escolhas conscientes que levem aos seus objetivos. O que precisa ser realizado e onde? Quanto tempo será necessário? Quais materiais e recursos serão utilizados? Aos poucos, as crianças aprendem que todo planejamento possui um conjunto de etapas e que, quando conseguimos organizá-lo em passos menores, fica mais fácil atingir os objetivos. 

Nessa caminhada, é importante identificar quais são as necessidades básicas (aquilo de que todas as pessoas dependem para sobreviver) e quais são os desejos (aquilo que as pessoas querem muito, mas que podem viver sem). Se não planejarmos, desejos imediatos podem desviar a nossa atenção e nos afastar dos caminhos que levam à realização dos nossos sonhos.

Necessidades e desejos 

  • Lembre-se de que uma necessidade é sempre mais importante que um desejo. Primeiro, precisamos garantir aquilo de que todas as pessoas dependem para sobreviver. Só depois, devemos nos concentrar naquilo que queremos muito, mas que podemos viver sem. Explique às crianças os seguintes pontos. 
  • Todo mundo precisa de carinho, alimentos nutritivos, água, moradia e roupas para se manter saudável e seguro. Nossas necessidades também mudam, dependendo da situação. Por exemplo, a criança pode precisar de sua mochila para ir à escola, mas não vai precisar dela quando for dormir. 
  • Às vezes, desejamos muito comprar algo, como um brinquedo novo, mas não precisamos ter tudo o que está na moda ou que aparece nos anúncios para nos sentirmos felizes. Tudo bem se tivermos que esperar para fazer ou ter as coisas que queremos ou optar por não ter tudo o que desejamos, pois devemos priorizar as coisas que realmente precisamos para viver. 
  • Existem muitas coisas divertidas que podem ser feitas sem gastar dinheiro. Mas pessoas são muito mais especiais pelo que elas são, do que pelos objetos que elas têm! 

Lembre-se de que todo plano pode mudar quando uma estratégia não funciona. Ser flexível é uma grande habilidade. Não há problema em alterar um caminho! O importante é sempre estar aberto para imaginar e testar outros passos e outras possibilidades que nos levem aos nossos objetivos. 

Para conversar: qual é o plano da turma para alcançar o sonho coletivo? Por exemplo, se a sua turma deseja muito conhecer os animais, vocês podem começar por investigar quais bichinhos existem no jardim, pesquisar animais em livros, descobrir quais locais da cidade têm animais e poderiam ser visitados. Ou então, se o sonho coletivo da turma for tornar a entrada da unidade educacional mais bonita, fazendo um jardim de flores, comece limpando a área e verificando no bairro onde poderiam conseguir terra e mudas de plantas. 

Faça perguntas que ajudem as crianças a expressarem suas ideias: 

  • Qual o sonho coletivo da turma? O que queremos alcançar juntos? 
  • O que precisamos fazer para alcançarmos juntos esse sonho? 
  • Quais materiais iremos utilizar? 
  • Será que precisaremos de ajuda em algum momento? Em qual? Quem pode nos ajudar? Será que vamos conseguir realizar o nosso sonho? Por quê? 

 

ALCANÇAR

Muitas vezes, parte dos planos para alcançar os nossos sonhos envolve poupar, comprar, doar, compartilhar ou trocar dinheiro e outros recursos. 

POUPAR permite que as pessoas comprem ou consigam alguma coisa no futuro, porque não têm o dinheiro suficiente para adquiri-la hoje. Esperar pode ser algo muito difícil para as crianças e para os jovens! Não há problema em dizer que “nem sempre se tem o dinheiro suficiente para comprar coisas de imediato." Lembre às crianças de que é necessário tempo para poupar dinheiro, insistindo sobre esse desafio no dia a dia. 

Meio Ambiente: poupar também significa economia de energia e de recursos naturais, tais como luz e água, em sua casa e na sua comunidade. Se você desligar as luzes quando sair de casa, priorizar energia limpa, diminuir o consumo de água, verificar se existem vazamentos, reutilizar materiais e reciclá-los, haverá algumas moedas extras no cofrinho todo mês. E, o mais importante: você estará economizando os recursos naturais e cuidando do meio ambiente! 

COMPRAR significa dar dinheiro para obter algo em troca. O dinheiro faz parte da vida da família. Quando a criança perceber que você está gastando, explique exatamente o que está acontecendo. Aos poucos, ela irá aprender a consumir de forma consciente. 

COMPARTILHAR, TROCAR OU DOAR objetos, tais como brinquedos, roupas, livros, DVDs, ajuda a economizar, poupar e a não gastar dinheiro e recursos da natureza! Talvez essas sejam as estratégias mais valiosas de todas, uma vez que estão pautadas no amor, na amizade e no desejo de ajudar os outros e o meio ambiente. Dessa forma, as crianças passam a ser solidárias, a valorizar o espírito coletivo e aprendem a viver em comunidade. 

Lembre-se de que vocês também podem compartilhar o que não é material, como o tempo, o amor, ou coisas que você sabe fazer muito bem! Tudo isso têm muita importância para as pessoas, mesmo que não tenham uma etiqueta de preço ou não custem dinheiro. Não faltam oportunidades de se divertir sem gastar dinheiro. 

  • Contar histórias e piadas 
  • Cantar sua música favorita 
  • Ler um livro da biblioteca 
  • Fazer uma caminhada na natureza 
  • Desenhar e pintar 
  • Brincar, correr e saltar em praças e parques 
  • Dar abraços, beijos e carinho 
  • Demonstrar afeto